https://www.duolingo.com/vinicius.albuq

Dica #04: Tradução x Aprendizado

<h1>Por que traduzir?</h1>

Alguns não conseguem ver a importância da tradução durante o aprendizado do idioma. Conheço alguns professores que desaprovam a prática, pois você precisa aprender a "pensar no idioma" e etc. Eu sinceramente não concordo, e vou explicar o porquê.

1 - Nós aprendemos fazendo relações

Pode tirar esse sorriso besta que não é disso que estou falando. Nosso cérebro aprende através das relações que um assunto tem com outros. É por isso que quanto menos organizado for um texto ou assunto, mais dificuldade você terá de entendê-lo. E digo mais: Você não conseguirá compreendê-lo enquanto não organizá-lo (seja na sua mente, em uma folha de papel ou qualquer coisa do tipo). As coisas precisam ter uma hierarquia, uma estrutura, para que nosso cérebro compreenda.

"Não possuímos as verdades de maneira abstrata; nós as possuímos somente em suas relações, e não conhecemos nenhuma delas nem podemos receber seu efeito completo em nossas vidas[…] exceto se as conhecermos em sua relação com outras verdades, isto é, sistematicamente." - B. B. Warfield

É por isso que uma criança de 5 anos que acabou de começar a estudar álgebra não compreende cálculo avançado. Ela não tem com o que relacionar o cálculo avançado. Ela precisa aprender as operações básicas, as relações que os números possuem entre si, e à medida que avança ela estará construindo, degrau por degrau, a escada que à levará à compreensão do cálculo avançado.

Resumindo: Sempre que você olha para uma matéria e aquilo te dá um nó na cabeça, é porque você não possui os conhecimentos básicos que aquela disciplina exige para que possa ser entendida. Acabaram-se as desculpas e justificações. Você pode, sim, aprender qualquer coisa! É só construir bem a base e os degraus.

O que a tradução tem a ver com isso? Através dela você aprende a relação entre o idioma que está aprendendo e o idioma nativo, criando conexões fortes em sua mente que trarão um aprendizado muito mais sólido.

Obs: Existem outros métodos de aprendizado, como o Rosetta Stone, que ensinam relacionando o novo idioma com imagens (que é o mesmo meio através do qual uma criança aprende... você diz "carro" e aponta para o carro e etc.). Eu comecei a aprender inglês com esse método, é bom, porém não é suficiente, a não ser que você conviva com nativos do idioma que está aprendendo.

2 - A tradução nos mostra relações que não são óbvias

Algumas expressões e palavras possuem um sentido plenamente cultural, que só pode ser entendido ao estudar a tradução dos vocábulos. Você sabia que é impossível ter uma compreensão profunda do nosso próprio idioma sem ter conhecimento nenhum do Latim e do Grego, por exemplo? Explico: Nosso idioma é derivado do Latim e possui palavras que vieram do Grego também.

Depois que aprendi que "γυναίκα" (uma palavra grega que soa mais ou menos como "ginéca") significa "mulher" e "μαστος" (soa como "mastos") significa "peito", eu não preciso ir ao dicionário pesquisar o significado de "ginecomastia" para ter uma noção do que se trata, pois já sei que tem a ver com "peito de mulher" (em Português claro: é homem com "tetinha"). Aliás, por tabela você já pode descobrir que várias coisas que começam com "gineco" tem alguma coisa a ver com mulher.

E também foi uma surpresa grande descobrir que a palavra "vagina" vem do Latim, e significa "bainha". Agora veja a sutileza: Onde colocamos a espada, hein? Veja como agora faz muito mais sentido chamar o órgão reprodutor feminino por este nome, pois existe uma lógica por trás disso!

<h1>Conclusão</h1>

Traduza, amigo. E traduza muito. Isso vai aprimorar sua capacidade de compreensão do idioma. E, quando possível, veja também a etimologia da palavra. Pode dar uma luz, trazer a conexão que estava faltando para que o seu entendimento se concretizasse.

<h1>Links para as dicas anteriores</h1>
4 anos atrás

23 Comentários


https://www.duolingo.com/RenatoCalistro

Pensamos muita parecido. Parabéns pelos ótimos 4 trabalhos que publicou! Leva meus lingots! Abraço!

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/vinicius.albuq

Valeu Renato!

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/wes_car
wes_car
  • 14
  • 9
  • 9
  • 7

Boas dicas amigo! Parabéns pelo post. Leva meus lingots!

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/Carl_os
Carl_os
Mod
  • 25
  • 6
  • 5
  • 1991

Leva meus lingots também pelo esforço em produzir um bom tutorial. Valeu nobre!

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/vinicius.albuq

Valeu Carlos!

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/robson.galvao

Valeu!!

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/marcelompimentel

Olá, vinicius.albuq

Antes de mais nada, obrigado pelas excelentes dicas que vem nos dando em textos muito bem elaborados e de alta qualidade. Acho que toda a comunidade do Duo que chegou até eles também agradece. Parabéns! Tens alguma formação acadêmica na área de Humanas? Accept my lingots!

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/vinicius.albuq

Poxa, obrigado pelas palavras! rs Minha formação acadêmica é em Exatas (Sistemas de Informação), mas esse tipo de assunto sempre me interessou. Comecei a estudar neurociência e psiquiatria apenas por curiosidade e para solucionar alguns problemas que eu encontrei pelo caminho, pois, como trabalho com sistemas, minha mente cansa bastante durante o trabalho.

Assim, fui obrigado a aprender a usá-la da melhor forma possível. Passei por muita coisa ruim enquanto procurava, e o interessante é que as informações que mais me ajudaram vieram de fontes incrivelmente antigas. Uma das fontes é o livro de um psiquiatra escrito há mais de 50 anos (Controle Cerebral e Emocional, de Narciso Irala) que achei por cinco pratas no Estante Virtual. O livro não é mais fabricado no Brasil e eu tinha contactado a editora que o publicou aqui para ver se eu conseguia pelo menos comprar um ebook, porém eles não possuem mais os direitos de publicação. Comprei o livro e não me arrependi. Ele trabalha com psicologia comportamental, tratando várias coisas com exercícios práticos e simples que vi funcionar também comigo.

O livro é meio que uma apostila, bem prático e sintetizado. Não tem aquele "blablabla" sentimental dos livros de auto-ajuda atuais e também não fica filosofando demais nas coisas ao invés de dar a resposta logo. O autor é curto e grosso. Talvez eu passe algumas dicas dele nas próximas postagens que eu fizer aqui.

Já comprei outro dele que fala apenas da mente (Eficiência sem Fadiga no Trabalho Mental), mas esse ainda não tive tempo de ler.

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/RenatoCalistro

Cara$#@! Tu só da bola dentro! Leva mais 5 lingots! Abraço!

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/wes_car
wes_car
  • 14
  • 9
  • 9
  • 7

O cara acabou de falar de vagina no post e agora vc fala de bola.. haha o negócio ta bom hein. haha Abraço!

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/vinicius.albuq

hahahahah! Valeu cara!

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/wes_car
wes_car
  • 14
  • 9
  • 9
  • 7

Poxa man, realmente vc se interessa pelas mesmas coisas que eu... haha
Estamos no mesmo caminho. Show de bola. Leva meus lingots!

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/vinicius.albuq

Essa tríade aqui é muito parecida mesmo kkkkkk Gosto muito das tuas dicas também. Aquela palestra do Josh Kaufman, por exemplo, eu não tinha visto. Gostei tanto que vai aí mais um lingot por ela kkkkkkkkkkk

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/wes_car
wes_car
  • 14
  • 9
  • 9
  • 7

Hahaha verdade vinicius. Esse pensamento mais focado em cérebro, neurociência, estratégia para melhorar nos estudos é algo que me fascina muito, creio que para vc tb. Josh é o cara haha
Opa obrigado pelo "lingotin".

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/marcelompimentel

Pôxa, bacana! Também sou da área de TI e coincidentemente trabalho com desenvolvimento de sistemas também. Assim como a maioria dos profissionais dessa área, e você pode atestar isto, sempre busquei adquirir apenas conhecimentos em assuntos do nosso campo de trabalho e nunca me despertei por outras vertentes, como a neurociência, por exemplo. Pretendo iniciar uma incursão nesse universo e talvez ultrapassar algumas fronteiras cognitivas. De qualquer forma, seus depoimentos me deram um incentivo, valeu mesmo!

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/vinicius.albuq

Que bom que isso te incentiva cara. Atualmente nossa área é utilizada em todas as áreas. Precisamos saber um pouco de tudo para construir coisas boas. Eu pretendo fazer um aplicativo para estudar qualquer coisa mais para frente. Já tenho o esboço aqui. hahah... Mas do jeito que ando sem tempo, acho que ainda está um pouco distante. rsrsrs

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/LucimarJustino

Show de bola!!! Muito boa sua dica!!!

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/vinicius.albuq

Valeu camarada!

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/vuhede
vuhede
  • 11
  • 4
  • 3

Cara, antes eu pegava os textos e podcast da Ana do Ingles online e traduzia, fazia uma maratona de estudos, aprendi muito, ai eu lia alguns artigos que falavam que não era o melhor a se fazer porque isso ou aquilo. Hoje vejo que estava no caminho certo, apesar de que têm muita coisa em ambas as línguas que não se traduz ao "pé" da letra, mas, ajuda muito cara. Boas dicas vlw msm, irei retornar ao meu pequeno ritimo louco de estudos, KKK. abraços

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/vinicius.albuq

Abraços!

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/AlexandreO23

Tópico importantíssimo, no mar de maus conselhos que vemos neste forum é bom ler um tópico lúcido como este.

4 anos atrás

https://www.duolingo.com/Matheus_Mariano

Onde vou para traduzir no duolingo

3 anos atrás

https://www.duolingo.com/QLCT
QLCT
  • 24
  • 20
  • 12
  • 8
  • 4
  • 4
  • 4

Muito bom!!

6 meses atrás

Conversas Relacionadas

Aprenda um idioma em apenas 5 minutos por dia. De graça.