1. Fórum
  2. >
  3. Tópico: Italian
  4. >
  5. "Quando i due si erano conosc…

"Quando i due si erano conosciuti era stato amore a prima vista."

Tradução:Quando os dois tinham se conhecido tinha sido amor a primeira vista.

March 7, 2018

20 Comentários


https://www.duolingo.com/profile/corujinhadrm

A frase em português está muito mal construída, com erros. / "Quando os dois se conheceram, foi amor à primeira vista." soa muito melhor. Revejam por favor.


https://www.duolingo.com/profile/Eduardo460074

Erros de forma (a primeira vista sem crase) e de construção da frase.


https://www.duolingo.com/profile/corujinhadrm

"Amor à primeira vista" / "a" craseado.


https://www.duolingo.com/profile/MateusBarb474397

Concordo com os comentários. Tradução em Português com erros grosseiros de concordância verbo-nominal


https://www.duolingo.com/profile/RuiBrando5

As alternativas aqui sugeridas não constituem tradução da frase italiana. Substituem o pretérito mais-que-perfeito pelo pretérito perfeito. A frase proposta está formalmente correta embora tenha uma construção que não se usa normalmente em português. Se o Duolingo aceitasse (e devia) o pretérito-mais-que-perfeito simples a frase poderia manter o sentido e ser mais natural em português: "Quando os dois se tinham conhecido fora amor à primeira vista" (tem que ser "à"). Não esquecer que este módulo é sobre o m-q-perfeito.


https://www.duolingo.com/profile/antlane

Consegues perceber a necessidade do pmqp nesta situaçao?


https://www.duolingo.com/profile/RuiBrando5

As frases do curso aparecem naturalmente isoladas de qualquer contexto. Para terem sentido tem que haver pelo menos um contexto possível que lhes confira esse sentido. Na maior parte dos casos esse contexto é óbvio mas por vezes é necessário "puxar" pela imaginação para o encontrar.

Sendo o pmqp usado para referir uma acção que é anterior a uma outra que está no passado há que averiguar se podemos imaginar uma situação na qual este requisito possa ser cumprido. Proponho o seguinte exemplo: O João e a Maria zangaram-se definitivamente. No entanto, quando se tinham conhecido, tinha sido (ou "fora") amor à primeira vista. Assim, respondendo à tua pergunta acho que a frase do Duolingo pode fazer sentido.

Nota: na terceira pessoa do plural o pretérito mais-que-perfeito simples e o pretérito perfeito têm a mesma forma. Por isso mantive "tinham conhecido" (pmqp composto) em vez de "conheceram", pmqp simles mas que também é a forma do pretérito perfeito.


https://www.duolingo.com/profile/RuiBrando5

O Duolingo privilegia a aprendizagem de uma linguagem simples baseada nas interações normais entre as pessoas no dia a dia, o chamado o uso coloquial. Nestes contextos não se usa normalmente o mais-que-perfeito. O uso deste tempo exige um domínio um pouco mais profundo da língua e representa um uso mais elaborado do que aquele que a linguagem do dia a dia exige. Aparece normalmente na literatura e é assim mais familiar àqueles que têm hábitos de leitura. Isso explica as reações espontâneas que podemos observar em alguns comentários a este exercício. Só observei conhecimento deste tempo verbal em ti e no RafaRiff.

Porém, o pretérito mais-que-perfeito é parte integrante, por direito próprio, da língua portuguesa (e das outras línguas românicas em geral) e deve ser também aprendido. A existência de um módulo do Duolingo dedicado ao pmqp é um facto bastante positivo.


https://www.duolingo.com/profile/antlane

Pensei muito no que disse, estou ficando lerdo, mas penso que encontrei um contexto que o duolingo não põe em seus exercícios. Como as duas ações aqui são concomitantes, pensei numa ação posterior para elas.

Quando i due si erano conosciuti, era stato amore a prima vista; ora stavano parlando sul balcone.

Quando os dois tinham se conhecido, tinha sido amor à primeira vista; agora conversavam na sacada.

Julieta - Até à vista; boa noite. Possas ter a mesma calma que neste instante se me apossa da alma.

ROMEU - Vais deixar-me sair mal satisfeito?

JULIETA - Que alegria querias esta noite?

ROMEU - Trocar contigo o voto fiel de amor.

JULIETA - Antes que mo pedisses, já to dera; mas desejara ter de dá-lo ainda.

GIULIETTA - Buona notte, buona notte. Dolce riposo e pace scendano sul tuo cuore, come quelli che ho nel petto.

ROMEO - Ah, mi lascerai così, insoddisfatto?

GIULIETTA - E che soddisfazione vorresti, stanotte?

ROMEO - Scambiarci la promessa d’un amore fedele.

GIULIETTA - Il mio amore te l’ho già dato prima che me lo chiedessi, eppure vorrei dovertelo dare di nuovo.


https://www.duolingo.com/profile/RuiBrando5

Essa é para mim a forma melhor de interpretar as frases do Duolingo quando parecem não ter sentido (e às vezes não o têm mesmo).

Quando aprendemos um língua estrangeira num escola com a pedagogia habitual são usados pequenos textos com 10 a 20 linhas que contêm uma "história" completa e cada frase está inserida num contexto preciso. Ao contrário, no método de ensino à distância por computador, como é o caso do Duolingo, as frases são apresentadas isoladamente e separadas de qualquer contexto.

Três consequências são possíveis: (1) A frase tem um contexto óbvio. Neste caso não há qualquer problema. (2) A frase parece não fazer sentido por falta de um contexto óbvio. Esta é a situação que gerou o nosso diálogo.

Mas há ainda uma terceira possibilidade: (3) A frase tem mais do que um sentido possível, cada um conduzindo a uma tradução diferente - ambiguidade. Este caso conduz muitas vezes à rejeição da nossa resposta mesmo quando ela se baseia numa interpretação correta da frase apresentada só que diferente da interpretação feita pelos autores do curso e que também estará, em princípio, correta. Os profissionais que cuidam do Duolingo deviam ter muita atenção a este problema e aceitar as diferentes respostas alternativas. Uma das fontes mais comuns (mas está longe de ser a única) é o caso em que a frase original está em português e na terceira pessoa do singular. Se não contiver explicitamente a palavra "você" não há maneira de saber se se deve traduzir para italiano na segunda pessoa (tu) ou na terceira pessoa (lui/lei), já que do português brasileiro o "tu" praticamente desapareceu.


https://www.duolingo.com/profile/ruangm

Obrigado pelas contribuições, aprendo muito com os apontamentos realizados neste fórum não apenas o idioma italiano como a própria língua portuguesa.


https://www.duolingo.com/profile/PaulaBolo

Quando os dois se conheceram, foi amor a primeira vista.


https://www.duolingo.com/profile/LylaSedulc

Tinha sido amor À primeira vista. COM CRASE


https://www.duolingo.com/profile/RafaRiff

A frase fica esquisita porque ambas as ações aconteceram antes, e nenhuma durante.

Para ser mais claro: o pretérito perfeito aceita outra no passado, então poderia ser "quando os dois se conheceram, foi amor à primeira vista". Percebe-se que há simultaneidade nas ações.

O mais-que-perfeito, por sua vez, exige que uma ação seja anterior à outra. Neste caso, como as ações são simultâneas, o mais-que-perfeito não deveria ter sido usado.


https://www.duolingo.com/profile/MauricioFu437948

Tão ruim que a gente se sente até mal de estar escrevento esse português péssimo só para acertar e continuar


https://www.duolingo.com/profile/PaulaBolog1

Concordo com todos os comentários. Do modo como está nao faz sentido.


https://www.duolingo.com/profile/eliane769140

Quando os dois se conheceram, foi amor a vimeira vista


https://www.duolingo.com/profile/EleniceCon1

em portugues teriamos falado: "quando os dois se conheceram foi amor à primeira vista".


https://www.duolingo.com/profile/Sel403604

A frase em portugues esta totalmente errada


https://www.duolingo.com/profile/MateusBarb474397

E de regência também

Aprenda italiano em apenas 5 minutos por dia. De graça.