"Il y a un garçon."

Tradução:Há um menino.

April 10, 2015

30 Comentários
Esta conversa está trancada.


https://www.duolingo.com/profile/KalebSaito

Praticamente a mesma função do "there is/there are" no inglês, tem a função de "existir"


https://www.duolingo.com/profile/lolla_pop

Nao entendi o uso do Il nessa frase. Alguem pode ne explicar?


https://www.duolingo.com/profile/Australis

O "il" aqui é parte da expressão "il y a". Por ser uma expressão idiomática, a gente não traduz palavra por palavra de forma literal, apenas entende-se que "il y a" significa "há/existe/tem". Mais sobre essa expressão aqui: http://frances.forumdeidiomas.com.br/2011/05/o-verbo-y-avoir/?lang=pt-br


https://www.duolingo.com/profile/Vinicirilo

certo, duvida: foi colocado IL por ser um menino? se fosse menina seria: elle y a une fille? ou em todos os casos se usa il?


https://www.duolingo.com/profile/Estudando_12

Il y a = há

Independentemente do gênero.

Il y a un garçon.

Il y a une fille.


https://www.duolingo.com/profile/Dezo_

Só complementando o que o Estudando_12 já explicou, o pronome il em francês é usado em muitas expressões impessoais, e nesses casos não significa "ele", mas tem apenas a função de dar um sujeito à frase, uma vez que as frases em francês, regra geral, não podem ter sujeito oculto ou inexistente. Ele atua de forma semelhante ao it do inglês. Ex.:

  • Il pleut (Chove)
  • Il fait chaud (Está calor)
  • Il est difficile de dire (É difícil dizer)

Outro sujeito neutro que é muito comum em francês é o ce.


https://www.duolingo.com/profile/Estudando_12

Dezo, surgiu, aqui, a partir do seu exemplo, uma dúvida minha de regência.

O correto seria difficile de dire ou difficile à dire.

Eu me lembro de já ter feito exercícios do Duolingo com a expressão difficile à dire, se não me trai a minha memória.


https://www.duolingo.com/profile/Dezo_

As duas formas estão corretas, mas com usos distintos. O uso de de ocorre quando o sujeito é impessoal/irreal; o uso de à ocorre com um sujeito real:

  • Il est difficile de dire (sujeito irreal)

  • Ce mot est difficile à dire -> Il est difficile à dire ("ce mot" é um sujeito real)

Outro exemplo:

  • Il est facile de lire (sujeito impessoal)

  • Ce livre est facile à lire -> Il est facile à lire ("ce livre" é um sujeito real)


https://www.duolingo.com/profile/Karamelo2016

O "Il y a" então sempre vai significar "existir" Mas como determinar se deveremos usar esta expressão ou simplesmente o verbo? Há uma regra gramatical ou seria somente de acordo formalidade e contextualização, sem regras? Tentei abrir o link da explicação mas está fora do ar. Obrigada


https://www.duolingo.com/profile/Australis

O verbo ao qual você se refere é "exister"? Se for isso, eu entendo que a diferença seja parecida com o português quando você usa "há" ou "existe". De forma geral, as expressões podem ser intercambiáveis, uma dando um tom mais formal que a outra: "il y a/il existe une bonne solution" = "há/existe uma boa solução". Porém: "il y a un chat sur le lit" = "há um gato em cima da cama" - nesse caso, usar "existe" ("il existe un chat..." / "existe um gato...") torna a frase estranha.

Acho que se você associar "il y a" a "há" e "il existe" a "existe" fica mais difícil de errar. :)

Obs: eu troquei o link do meu comentário anterior, agradeço pelo aviso.


https://www.duolingo.com/profile/Karamelo2016

certo...vou continuar estudando...francês é 100% novo para mim.

você colocou "il existe" como sendo francês, é isso mesmo? EXISTE é uma palavra que está no francês também?

O verbo que eu me referi não foi "EXISTIR" escrito assim igual a português, foi o que conheci nas lições anteriores "A" em francês.

Ficando a frase: A un garçon (Tem um garoto) ao invés de "Il y a un garçon" já que ao pé da letra fica errada a tradução (pensando em tradução literal para português - que sei que não devemos, mas.....) o "IL" é ELE.

Enfim...vou estudar mais até me integrar com o idioma... :/

Muito obrigada! :-)


https://www.duolingo.com/profile/Australis

Ah, sim. Essa construção com o verbo sozinho não é possível em francês. Você sempre precisa de um sujeito, diferentemente do português, e "il" exerce essa função. Nesse caso ele se torna um pronome impessoal, não significa "ele". É o mesmo que acontece com "il existe une bonne solution". A tradução aqui é "existe" e não "ele existe". Com o verbo "avoir" "il" não é impessoal: "il a un chat" = "ele tem um gato", porém com a expressão "y avoir" sim: "il y a un chat" = " um gato".

E sim, em francês existe o verbo "exister" que é conjugado da seguinte forma no presente do indicativo: "j'existe", "tu existes", "il/elle/on existe", "nous existons", "vous existez", "ils/elles existent".

E não se preocupe. É tirando suas dúvidas sempre que seu aprendizado acontece. Não se deixe intimidar pelas dificuldades. Bonne chance pour tes études !


https://www.duolingo.com/profile/TinaLouren

Eu gostei muito da sua colaboração e fico me pelo seu parecer,vou continuar a estudar francês. Muito obrigada


https://www.duolingo.com/profile/isaiaspire1

Essa expressão pode se usada com objetos?


https://www.duolingo.com/profile/Estudando_12

Recorrentemente, eu volto ao site Forvo para ouvir "garçon" e outras palavras francesas com a mesma terminação:

https://pt.forvo.com/word/gar%C3%A7on/#fr

Apesar de já fazer alguns meses que eu estou estudando, eu ainda não consegui ter certeza sobre a forma correta de pronunciar-se vocábulos com terminação em "ON": garçon, passion, prénom, etc.

Ocasionalmente, acesso o Forvo e saio de lá convicto de que a pronúncia é GARÇÚM.

Semanas depois, retorno e passo a acreditar que a pronúncia é GARÇÔM.

Necessito descobrir qual é o movimento bucal exato para formar a dicção deste fonema.

O Professor Australis já deu uma boa dica sobre o fonema "veux" e outros. Esclareceu dúvidas acerca de prolações dúbias como "l'eau", que eu pensava ser "LÚ", mas ele ensinou que era "LÔ".

Preciso elucidar mais esta...


https://www.duolingo.com/profile/Australis

As grafias "on" e "om" em francês normalmente são pronunciadas como um 'ô' (fechado (¹) como em "capô") nasal, muito próximo do nosso 'õ' em português ("bom", "garçom", "concha"). O que eu acho que diferencia o som em português brasileiro do som francês é que em pt-br a gente às vezes transforma essa vogal em ditongo nasal (²) (algo como 'bôum'), o que não ocorre em francês, e a gente também pronuncia levemente a consoante (um som sutil de 'mm' - 'bôumm' - ou 'nn' - 'côunncha'), o que também não acontece na língua francesa.

Talvez você ache o som parecido com um 'U' nasal (como em "atum") porque são sons bem próximos mesmo, esse último só é um pouquinho mais fechado, mas essa vogal nasal não existe oficialmente na língua francesa.

(¹) Normalmente, o símbolo fonético dado à vogal nasal de 'O' em francês é /ɔ̃/ (apesar de alguns lugares usarem /õ/), que seria um 'ó' (aberto como em "pó") nasalizado. O que acontece é que, na prática, o som se aproxima mais de 'ô' do que de 'ó'.

(²) Só pra facilitar pra quem não souber, um ditongo nasal é quando pronunciamos duas vogais nasais juntas ao invés de uma. A gente faz muito isso em português ("bem" = 'bẽĩm', "bom" = 'bõũm') mas isso não ocorre em francês ("bain" = 'bɛ̃n', "bon" = 'bõn').

E lembrando também que eu digo "português brasileiro" por falta de conhecimento da variante europeia/africana/asiática de minha parte e que também me baseio mais no sotaque paulistano. Há obviamente inúmeras diferenças fonéticas dentro desse "português brasileiro", mas é preciso simplificar as coisas.


https://www.duolingo.com/profile/Estudando_12

Eu compreendo perfeitamente porque o meu sotaque também é paulistano.

Já observei, no You Tube, que os professores que não são nativos, não são tão rígidos assim com a pronúncia exata.

Para mim, pelo menos, é infactível pronunciar o R francês e outros fonemas meticulosamente.

Apenas coabitando junto a falantes deste idioma, quiçá, granjeie-se uma inflexão congênere.

Por ora, apazíguo-me com o tolerável.

Novamente, a minha gratulação é acentuada.

Obrigado, Professor Australis.


https://www.duolingo.com/profile/Australis

Por nada. Só espero não ter te desanimado com a explicação detalhada demais, infelizmente esse é um hábito meu. A intenção é sempre dar o máximo de informações possíveis, mas às vezes o excesso de conteúdo teórico acaba mais assustando que ajudando.

De qualquer forma, essa questão da pronúncia está muito ligada ao quão acostumado está o seu ouvido à língua que você está aprendendo, então a tendência é que você tenha mais facilidade em reproduzir certos fonemas conforme você se expõe mais a esses sons. Mais do que qualquer comentário meu, o que pode realmente te ajudar é continuar ouvindo a língua sempre que possível e tentar reproduzir. Com a repetição, o seu cérebro eventualmente vai conectar uma coisa a outra e sua pronúncia vai melhorar.


https://www.duolingo.com/profile/Estudando_12

O senhor e a Senhorita Ruama fazem o certo, Professor.

O importante é dar o subsídio. Eu acredito que o conteúdo completo nunca é excessivo.

Também tenho o hábito de estender-me e rematar os tópicos. Não sou afeito ao inconcluso.

É o aluno que deve ter o bom senso de trabalhar dentro das possibilidades e não prematurar os estágios.

Eis o veraz e primordial clichê: tudo tem o seu tempo...

Sempre deixo uma aba do navegador aberta, conectada ao sítio Forvo. E regresso, em dias diferentes, às mesmas palavras para recapitulá-las.

Aos poucos, eu procuro incorporar o idioma novo.

Nunca será tão natural como a minha língua materna, creio, mas pode ser paulatinamente propínqua ao reflexo.


https://www.duolingo.com/profile/2edielandroid

Eu entendo a função da expressão idiomática (saber ingles de dentro pra fora ajuda muito nisso), porém, como diabos eu diria "Ele tem um menino." caso eu quisesse dizer que uma pessoa do sexo masculino tem um filho?


https://www.duolingo.com/profile/Australis

"Ele tem um menino" = "il a un garçon", sem o "y".


https://www.duolingo.com/profile/2edielandroid

Obrigado, Australis. Acho que é a primeira vez que vejo uma letra fazendo tanta diferença pra semântica de uma frase.

Aproveitando... curiosidade: ainda estou no básico de Francês, mas "y" possui algum significado isolado?


https://www.duolingo.com/profile/Australis

Não, ele não possui uma tradução específica. É um pronome que substitui um lugar ou uma coisa introduzida pela preposição "à", e que tenha sido mencionado previamente, ou então um pronome usado em algumas locuções verbais idiomáticas.


https://www.duolingo.com/profile/vanKuikentje

Garçon pode ser garçom ;-) aqui não é aceito...


https://www.duolingo.com/profile/Clauddias

Ele é um garoto - tem o mesmo sentido de ele é um menino e não foi aceito.


https://www.duolingo.com/profile/Australis

Nenhuma dessas duas respostas está correta, pois "il y a" é uma expressão impessoal (não se refere a uma pessoa):

  • "Il y a un garçon" = "/existe um garoto/menino";
  • "C'est un garçon" = "ele é um garoto/menino".
Aprenda francês em apenas 5 minutos por dia. De graça.