"Aurait-on payé plus en France ?"

Tradução:A gente teria pago mais na França?

June 30, 2015

12 Comentários


https://www.duolingo.com/adragoneti

Porque não "Nós teriamos pago mais na frança"?

June 30, 2015

https://www.duolingo.com/Gitirana

AndradeCidinha e adragoneti, essa construção com "on", em francês, é a forma tradicional de indeterminação do sujeito, e conforme nossas gramáticas tradicionais, equivale a se usar, no português, sem qualquer sujeito explícito, o verbo na 3ª pessoa do singular, acompanhado da partícula "se" (com ressalvas de não se recair na voz passiva pronominal), ou o verbo na 3ª pessoa do plural, como o antlane já bem afirmou.

A ausência de contexto parece gerar estranheza para o uso do verbo na 3ª pessoa do plural, no português, neste caso ("Teriam pago mais na França?")... Algo parece "pedir" a outra construção prevista nas gramáticas, com o "se" chamado de "índice de indeterminação de sujeito", mas aí se recai ainda neste caso em outro problema: ou se adota uma construção "popular", em desacordo com a gramática tradicional, começando com pronome átono ("Se teria pago mais na França?"), ou se usa a construção aceita pela "norma culta", que neste caso seria a mesóclise! ("Ter-se-ia pago mais na França?")...

Mas mesóclises sempre soam muito "artificiais", pomposas demais para nosso ouvido, então aparece esta solução prática de indeterminação de sujeito, que é usar este sujeito "a gente" (= as pessoas), normalmente entendido, na prática oral no Brasil, como equivalente de "nós", mas que, se soubermos a etimologia do "On", no francês, veremos que se trata de recurso muito semelhante a esta forma "elegante" de indeterminação francesa. O "on" do francês vem da palavra latina "Homo", que deu também "homem" em português, então atribuir uma ação a um "homem" desconhecido, genérico, ou a uma "gente" também desconhecida, genérica, é uma forma histórica totalmente análoga, nas duas línguas latinas em questão, de se indeterminar sujeito...

O que ocorreu de diferente foi que a tradição gramatical francesa acolheu a construção com "on", e a portuguesa deu preferência a contemplar outras duas formas, relegando o nosso "a gente" ao campo dos recursos informais, percebidos como características apenas da língua oral do "povo", mas isto qq linguista sabe dizer que tem alto grau de convencionalidade, não tendo muito a ver com um estudo filológico-linguístico feito do ponto de vista das Ciências das línguas, levando em conta uma língua em sua totalidade, e não apenas sua tradição gramatical erudita.

Enfim, o "nós" teria para nós, hoje, significado equivalente, mas não guarda esta semelhança com a forma como se produziu a construção "a gente", no português, análoga ao "on", entende?

September 24, 2016

https://www.duolingo.com/eldermarcos

acho que é só porque on é um modo mais informal,parecido com a gente.

August 3, 2015

https://www.duolingo.com/antlane

Na realidade, on é um pronome impessoal, da língua culta francesa. Pode até ser traduzido por a gente, mas, num texto mais formal, existem duas formas no português, com o pronome se ou na terceira pessoa do plural: Sais-tu si l'on a demandé ? - Você sabe se perguntaram? ...et l'on a dit la verité. - e disseram a verdade. Lorsque l'on est arrivé... quando chegaram - que pode ser também traduzido, num modo mais informal, se a frase estiver se referindo a nós: quando a gente chegou Il faut que l'on comprenne. - é necessário que se compreenda, é necessário que compreendam L'on ne sait jamais. - não se sabe nunca Lorsque je suis arrivé, l'on m'a dit bonjour. quando eu cheguei, disseram-me bom dia le livre dont on a parlé) - o livro do qual se falou Veja por exemplo o que se diz desse on antecedido pelo l' - L'on is much more common in written French than in spoken, because it is a formal, elegant construction, and writing tends to be more formal than speech. Isso não diríamos nunca do nosso informal 'a gente'. Teríamos pago mais na França, então, é uma boa resposta, pois havia um jeito tão formal de se falar isso no português, que desapareceu: Ter-se-ia pago mais na França?

March 10, 2016

https://www.duolingo.com/AndradeCidinha

Obrigada pela lição, merece os lingotes. Pena que não consegui imprimir.

May 10, 2016

https://www.duolingo.com/AndradeCidinha

Merci.

May 11, 2016

https://www.duolingo.com/janetesilv10

A forma correta em português é: "A gente teria pagado mais na França?"

September 13, 2016

https://www.duolingo.com/carla.a.silva

Agente é da polícia e não um pronome pessoal.

November 7, 2016

https://www.duolingo.com/Eliana945087

aqui no Brasil costumamos usar os dois, pago e pagado. Eu gosto mais de usar pago.

May 25, 2017

https://www.duolingo.com/ElteRS400

Mais certo seria usando a mesóclise:: Pagar-se ia mais na França?

June 6, 2017

https://www.duolingo.com/choracavaco

O tempo aqui é composto, 'ter-se-ia pago'.

June 15, 2017
Aprenda Francês em apenas 5 minutos por dia. De graça.